Grevistas da Unicamp prometem fechar as salas de cirurgias eletivas do HC

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

A  greve   dos  funcionários da Universidade Estadual de Campinas, a  Unicamp  continua  por tempo indeterminado. Nesta  terça-feira,  os  funcionários do Hospital de Clínicas começaram a reduzir  os procedimentos  eletivos que  não são de urgência. A proposta   de  ir  parando gradativamente  a unidade,  deve  funcionar em esquema de rodizio até o fechamento  de  todas as  12  salas. A greve dos  trabalhadores  da  Unicamp  completou  nesta  terça-feira, 35 dias consecutivos.  Os funcionários  pedem  a abertura de negociação  com o Cruesp , o  Conselho dos Reitores das Universidades Paulistas   que  congelou  este  ano o reajuste  salarial  nas três  universidades do Estado (Unicamp, USP e Unesp).  O  Cruesp  propôs a  abertura de negociação, mas, não estabeleceu data.

 

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Play Video

Ao vivo

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também