Ayres Britto acredita que corrupção na Petrobras foi maior que mensalão

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Durante um encontro promovido pela Amcham – Câmara Americana de Comércio, em Campinas, com empresários e executivos do setor jurídico, o Ministro Ayres Brito, ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, comentou as declarações da presidente Dilma Rousseff de que as investigações do escândalo de corrupção na Petrobrás podem “mudar o Brasil para sempre”. Segundo Ayres Brito, essa mudança representa um processo natural de democratização do País e consequente amadurecimento do Judiciário. Ayres Britto fez um paralelo entre o julgamento que ele presidiu, o Mensalão, com o atual Petrolão, cujas investigações apontam a existência de supostos contratos firmados entre a Petrobrás com empresas em um esquema de lavagem de dinheiro e pagamento de propina envolvendo partidos políticos, como PT e PMDB. O balanço divulgado pela Polícia Federal sobre a Operação Lavo Jato, que investiga a corrupção na Petrobrás, aponta 23 prisões, 49 mandados de busca e apreensão e nove mandados de condução coercitiva, quando a pessoa é obrigada a ir à polícia prestar depoimento. O esquema teria movimentado cerca de R$ 10 Bilhões.

 

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

COVID-19

Casos de coronavírus em Campinas
0
CURADOS
0
CONFIRMADOS
0
INVESTIGADOS
0
MORTES

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também