Vereadores de Hortolândia ignoram investigação sobre prefeito

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Os vereadores de Hortolândia ignoraram as investigações envolvendo o prefeito Antônio Meira, do PT, na primeira sessão da casa depois que o escândalo se tornou público. O chefe do executivo é alvo da Polícia Federal, que apura uma suposta omissão de bens em sua declaração à Justiça Eleitoral. A Polícia Federal realizou a operação Fio da Meada na última semana e cumpriu oito mandados de busca e apreensão em imóveis do prefeito. Antônio Meira será indiciado pelo crime de falsidade de declaração, já que, segundo a Polícia Federal, teria omitido pelo menos dez bens à justiça.

Na sessão desta terça-feira, participaram 17 dos 19 vereadores de Hortolândia e nenhum deles, nem oposição e nem situação, usou a plenária para comentar as investigações. Eles votaram propostas que previam o direito ao aleitamento materno e a proibição de publicidade nos radares do município, entre outras. O líder do PT na Câmara de Hortolândia, o vereador John Lennon, afirmou que o assunto não foi discutido no legislativo porque a Câmara não recebeu nenhum posicionamento oficial da justiça sobre o caso. Segundo ele, as únicas informações que chegaram aos vereadores foram através da imprensa.

A assessoria do PT de Hortolândia informou que o prefeito Antônio Meira está cumprindo uma agenda de trabalhos em Brasília. Na semana passada, ele havia negado a omissão de bens à justiça.

 

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também