Unicamp espera ter em 2017 metade dos matriculados de escolas públicas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

A Unicamp já prevê para 2017 que pelo menos metade dos alunos que se matricularem na Universidade Estadual de Campinas sejam de escolas públicas. Desses, 35% devem ser negros, pardos ou indígenas.

O coordenador Executivo da Comvest, Edmundo Capelas, se baseia nos números já de 2016, que se aproximam disso. 47% dos bixos da Unicamp, este ano, são de escolas públicas e quase 34% estão nas cotas raciais.

Em alguns cursos, os alunos de escolas públicas já são maioria. São casos de Medicina com 66% e Arquitetura com 53%. Esses são os mais concorridos da Unicamp. Capelas diz que as bonificações colaboram para esse ingresso mais expressivo desses estudantes, mas reforça o esforço deles.

O Matheus de Carvalho Constantino é um dos 1543 estudantes que fizeram ensino médio em escolas públicas, passaram no vestibular e se matricularam na Unicamp. O curso é Geografia e ele teve que se dedicar.

Em 2015, os alunos de escolas públicas representavam 30% dos matriculados na Unicamp.

 

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

COVID-19

Casos de coronavírus em Campinas
0
DESCARTADOS
0
INVESTIGADOS
0
CONFIRMADOS
0 0
MORTES
Play Video

Ao vivo

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também