Ato em frente à Reitoria reivindica cotas na Unicamp

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Foto: Valéria Hein

Estudantes, professores e funcionários da Unicamp realizaram na manhã dessa terça-feira um protesto por cotas étnico raciais em frente à Reitoria. O objetivo é pressionar as decisões do CONSU, órgão máximo deliberativo da Unicamp, reunido no momento do protesto, para definir a proposta de adoção de um sistema de cotas étnico-raciais pela instituição. O protesto teve o apoio de autoridades politicas. Entre elas, o vereador do PT, Pedro Tourinho.

A Unicamp garante uma bonificação na pontuação do Vestibular para negros, pardos e indígenas, através do programa Paais, que concede bônus nas notas das duas fases do Vestibular para estudantes que cursaram o ensino médio em escolas públicas e também aos autodeclarados pretos, pardos ou indígenas. Para os organizadores da manifestação, no entanto, o Paais não garante vagas, como explica o estudante de Filosofia, José Vitor Alves, do Núcleo de Consciência Negra da Unicamp.

A assessoria de Imprensa da Unicamp informou que o sistema de cotas já foi recomendado por um grupo de trabalho constituído pela Reitoria e que o assunto foi objeto de três audiências públicas promovidas em 2016. Esse Grupo de Trabalho elaborou um relatório recomendando a adoção das cotas, apresentado ao Consu, que decidirá sobre como será conduzido o processo de formatação e implantação do sistema.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

COVID-19

Casos de coronavírus em Campinas
0
DESCARTADOS
0
INVESTIGADOS
0
CONFIRMADOS
0 0
MORTES
Play Video

Ao vivo

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também