Unicamp cria comissão para apurar declarações feitas por docentes contra o sistema de cotas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Uma comissão especial foi formada na Unicamp para apurar as declarações feitas pelo docente Paulo Palma, da Faculdade de Ciências Médicas. O anúncio foi feito pela universidade nesta terça-feira. Na semana passada, através das redes sociais, o professor criticou a adoção de cotas étnico-raciais pela instituição. Em entrevista a um jornal local ele afirmou que ao implementar cotas a Unicamp estaria “trocando cérebro por nádegas”, do ponto de vista de aproveitamento acadêmico dos alunos. Ainda na entrevista , o acadêmico chegou ainda a comparar o curso de dança com cursos técnicos, que exigiriam mais Q.I. dos estudantes. Em resposta, o Instituto de Artes (IA) divulgou uma nota de repúdio às declarações do professor. A nota diz que o docente, ao manifestar-se contrário, zomba da política de ação afirmativa recentemente aprovada por maioria do Conselho Universitário o Consu, pois estaria afirmando que esse mecanismo de inclusão social desqualificará a qualidade do ensino da Universidade.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

COVID-19

Casos de coronavírus em Campinas
0
DESCARTADOS
0
INVESTIGADOS
0
CONFIRMADOS
0 0
MORTES
Play Video

Ao vivo

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também