Doria diz que Skaf “abandonou” MDB ao apoiar Bolsonaro

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

O candidato ao governo de São Paulo pelo PSDB, João Doria, subiu o tom ao falar sobre os adversários na disputa. Antes de caminhar pela Rua 13 de Maio, na região central de Campinas, o tucano criticou o nome do MDB, Paulo Skaf.

Ele foi questionado sobre o apoio do rival ao presidenciável Jair Bolsonaro, do PSL, em um provável segundo turno. Para Doria, a declaração representa um “abandono” de Skaf à própria legenda, que tem Henrique Meirelles no pleito.

O ex-prefeito da Capital Paulista também respondeu ao comentário feito sobre ele por Márcio Franca, do PSB. Em visita à cidade um dia antes de Doria, França disse que o tucano nunca utilizou o transporte público. Além de se defender e devolver a provocação, o candidato do PSDB ironizou a fala e o sobrenome do adversário.

Mas apesar do teor crítico sobre os dois principais concorrentes, Doria alegou querer evitar o confronto no segundo turno. Conforme o último DataFolha, ele aparece com 26% das intenções de voto, Skaf tem 22%; França, 16% e Marinho, do PT, 6%.

Ainda na entrevista concedida no canteiro central da Avenida Senador Saraiva, também respondeu sobre Geraldo Alckmin. Ele negou que o nome do candidato à presidência pelo mesmo partido tenha sido evitado ou “escondido” durante a campanha. Além disso, se recusou a dizer que a legenda tenha fracassado na corrida presidencial, mesmo com os resultados das pesquisas.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Ao vivo

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos