Estado tem 24 obras que precisam ser retomadas na região de Campinas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

O governador de São Paulo, João Dória, herdou 175 obras paralisadas em todo o estado, segundo um levantamento cedido pela gestão anterior à equipe de transição. Essas obras somam um passivo de R$ 10 bilhões em construções que não estão sendo investidos em cidades de todas as regiões de São Paulo.

Na região de Campinas, há necessidade de retomada de 24 obras em diversos municípios.  A maior delas é a que prevê melhorias na Estrada da Boiada(SP-332), no entroncamento com a Avenida Comendador Guilherme Mamprim, em Valinhos.  Essa obra tem um custo de pouco mais de R$ 22 milhões.

O projeto prevê a implantação de dispositivo em desnível,obra de arte especial, ramos, conexões e retornos; além da implantação de ciclovias, calçadas, baias de ônibus e escape, lombadas, faixas para pedestres e adequação de rotatórias.

Sobre a paralisação nas obras da Estrada da Boiada, o Departamento de Estradas de Rodagem informou que as obras na SP 332 foram paralisadas pela falta de imissão na posse de áreas em processos de desapropriação. A retomada das obras depende da liberação das áreas pela Justiça.

Além das intervenções em Valinhos, há também na região, obras em Sumaré, Santo Antônio de Posse e Holambra.

Em Sumaré, por exemplo, estão paradas as obras para construção de uma ETEC que tem orçamento previsto de R$ 7,6 milhões.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Ao vivo

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos