Tragédia na Catedral completa um mês

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

A tragédia na Catedral Metropolitana de Campinas, que chocou a cidade e repercutiu em todo o mundo, completa um mês nesta sexta-feira.

O atirador, Euler Fernando Grandolpho, entrou na igreja e disparou contra os fieis, após a missa do meio dia.

Entre as vítimas do ataque, quatro morreram no local: Sidnei Vitor Monteiro, José Eudes Gonzaga Ferreira, Cristofer Gonçalves dos Santos, e Elpídio Alves Coutinho.

Heleno Severo Alves, de 84 anos, chegou a ser internado no Hospital Mário Gatti, onde passou por cirurgia, mas morreu um dia depois.

Além das cinco mortes, o autor dos disparos deixou 3 feridos. Os sobreviventes relataram o desespero dos fieis no momento do massacre, que correu por volta de 13h, quando cerca de 15 pessoas estavam no local. Testemunhas contam que policiais militares evitaram que a tragédia fosse ainda maior.

Após ser rendido pelos policiais, o atirador se matou com tiro na cabeça, em frente ao altar.

A Polícia Civil apurou que Euler Fernando Grandolpho planejava a chacina desde 2008, premeditou o crime e agiu sozinho.

A conclusão foi baseada em textos, fotos e vídeos encontrados na casa do assassino. Em um dos textos, o atirador escreveu: “A chacina está programada desde o fim de 2008, quando eu tinha mais consciência dos valores e me perguntava o que essas aberrações estão fazendo.”

As investigações concluíram que o assassino tinha problemas psicológicos e mania de perseguição.

No material encontrado pela Polícia, Grandolpho relata que precisava descobrir quem fazia ruídos no quarto dele. Grandolpho deixou ainda registrada a intenção de fazer algo que ele descreveu como grandioso, como um massacre, e que assim sua alma ficaria em Paz.

A investigação descobriu que Euler viajou três vezes ao Paraguai, onde teria comprado a arma usada no crime.

Na casa dele, a polícia encontrou também algumas fotos do atirador manuseando os armamentos e fazendo treinamento.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Ao vivo

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos