Prefeito de Cordeirópolis chama de retaliação cortes em convênios feitos por Dória

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Os cortes promovidos pelo Governador de São Paulo, João Dória, em contratos de convênios já firmados com prefeituras e entidades assistenciais  penalizam a população, principalmente a de cidades pequenas com menos de 50 mil habitantes.

Este é o caso do município de Cordeirópolis que teve cancelado um convenio de R$ 250 para compra de medicação.

De acordo com o prefeito da cidade, Adinan Ortolan, que preside a Associação dos Municípios de Pequeno Porte do Estado, a AMPPESP, a justificativa é que o governo estadual teve que cancelar restos a pagar para não ter deficit em conta, o que é normal na administração pública, porém,não houve critérios e a medida acabou prejudicando centenas de municípios e entidades assistenciais como, por exemplo, a APAE.

Para o prefeito, por conta de dois convênios “estranhos” firmados pelo ex-governador Márcio França (PSB), com as prefeituras de Santos e São Vicente, consideradas suas bases políticas, os demais municípios acabaram sendo penalizados pelo atual governador que é do PSDB. Em sua  opinião, o pente fino implantado por João Dória não passa de retaliação politica.

A intensão do prefeito de Cordeirópolis, é tentar uma agenda com o governador para encontrar uma solução através do diálogo, porém, não estão muito otimista com essa possibilidade. Ele acredita que o governador só irá voltar atras se houver pressão por parte da opinião pública. Para ele, a maneira como o corte dos convênios foi feito mostra um certo desconhecimento de administração pública.

 

 

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Ao vivo

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos