Reforma da Previdência gera corrida por aposentadoria

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Foto: Flávio Botelho

Proposta pelo governo, a reforma da Previdência aumentou a busca por informações e pedidos de aposentadoria em agências do INSS do País. Conforme dados do órgão, o primeiro trimestre de 2019 teve um aumento de 77% no número de solicitações em relação ao mesmo período de 2018.

A advogada especialista em Direito Previdenciário, Ana Júlia Osório, afirma que a situação costuma acontecer diante de possíveis mudanças no sistema. Como exemplo, ela lembra outras situações ao longo da história – 1991, 1998 e 2003 – e ressalta que nem sempre os interessados possuem o direito.

A previsão de superlotação nas agências é feita pelo próprio Instituto Nacional de Seguridade Social, que não descarta o represamento de protocolos. Somente na região de Campinas, são 22 mil processos em análise nas 11 unidades neste ano. Entre eles, aposentadorias, pensões e auxílio-doença.

O panorama, em meio à discussão da reforma da Previdência no Brasil, faz a advogada ressaltar que nada de concreto foi definido até o momento. Em meio à correria para tirar dúvidas e buscar informações, as unidades da região contam com 179 servidores, número que não envolve peritos.

O tempo de espera para resolução, segundo o órgão, pode chegar a 115 dias, ou quatro meses, para os requerimentos de aposentadorias, que são maioria. Levando em consideração somente a Gerência Executiva de Campinas, o volume mensal de solicitações deste tipo bate na casa dos 5 mil.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Ao vivo

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também