Campinas soma sete mortes por Febre Maculosa em 2019

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Valéria Hein

A Secretaria de Saúde de Campinas confirmou duas mortes por Febre Maculosa no município. Trata-se de um homem de 58 anos, morador do distrito de Barão Geraldo e uma mulher de 60 anos, que morava no Jd. Chapadão. Com esses casos, ao todo, são sete mortes pela doença na cidade este ano.

A médica veterinária da Visa Norte da Secretaria de Saúde de Campinas, Tosca de Lucca, comentou que o crescimento de casos se deve ao período, justamente, em que há um aumento da população de carrapatos no ambiente.

Ela alertou a população com relação a passeios em parques públicos. Na Lagoa do Taquaral, Parque Ecológico e Parque das Águas, por exemplo, há placas indicando a presença do carrapato estrela e alertando a população para que evite a circulação pelo local. Ela comentou que, se possível, as pessoas devem evitar as partes de vegetação.

Ela comentou também que a doença tem uma evolução rápida e que, em não tratando o quadro, pode evoluir à morte em até oito dias. Por isso, ela ressalta a importância de procurar uma unidade de saúde assim que houver alguma suspeita.

Os principais sintomas da Febre Maculosa podem aparecer entre dois e 14 dias e são febre alta, acima de 39º, calafrios, dor de cabeça, dores musculares, abdominais, cansaço e perda de apetite. 

 

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

COVID-19

Casos de coronavírus em Campinas
0
DESCARTADOS
0
INVESTIGADOS
0
CONFIRMADOS
0 0
MORTES
Play Video

Ao vivo

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também