GMs de Indaiatuba são condenados por tortura

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Dois guardas municipais de Indaiatuba foram condenados nesta segunda-feira por tortura e abuso de autoridade.

A dupla foi presa em abril após uma operação da Polícia Civil. Eles foram acusados de agredir fisicamente suspeitos de crimes antes de apresentá-los na delegacia. Além da prisão, os dois ainda foram proibidos de exercer qualquer função pública por 8 anos.

A Justiça condenou Leandro Bispo dos Santos e Jhonnathan Bernardo a 7 anos e 6 meses de prisão em regime fechado. Eles estão no Presídio de Pinheiros, em São Paulo.

A defesa dos dois afirma não concordar com as penas e vai recorrer da decisão.

Após a operação, outros dois guardas municipais foram presos. A Prefeitura de Indaiatuba abriu uma sindicância para apurar o caso em maio, e afastou outros oito agentes pelos mesmos motivos.  

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Ao vivo

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também