Pai e filho são condenados a 13 anos de prisão por assassinato em Americana

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Dois homens, de 25 e 56 anos, foram condenados a 13 anos de prisão por um assassinato cometido em Americana em 2017. Eles são pai e filho, e a vítima era a sogra do condenado mais jovem.

A pena é composta de 12 anos em regime fechado e um em regime aberto para ambos. A sentença foi dada nesta terça-feira, no Tribunal do Júri de Americana. A audiência durou quase 12 horas. O pai poderá recorrer em liberdade, o que não se aplica ao filho, condenado como o autor do homicídio.

O crime ocorreu em outubro de 2017. O homem de 25 anos teria se desentendido com a ex-companheira. A mãe dela então foi até a casa dele, teria tentado agredir o ex-genro com um pedaço de pau, e acertou um tapa no rosto dele.

Ele portava uma arma de fogo, e acabou disparando contra a ex-sogra logo após a agressão. O tiro acertou o tórax dela. Em seguida, ele levou a mulher, de carro, até uma ponte sobre o Rio Piracicaba. O pai dele o acompanhou em outro carro. Lá, a mulher foi atirada ainda viva nas águas do rio.

Pai e filho foram condenados a 12 anos de prisão em regime fechado por homicídio, e a um ano em regime aberto por coação, pois eles ameaçaram uma testemunha do crime.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Ao vivo

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos