Sirius deverá receber verba do fundo da Lava Jato

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: CNPEM/LNLS

O laboratório Sirius, de Campinas, receberá verbas do fundo da operação Lava Jato. A decisão foi homologada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, na terça-feira (18). O ministro definiu que os recursos deverão ser utilizados para as seguintes finalidades: educação, tecnologia, ciência, e preservação da Amazônia.

Dos R$ 2,6 bilhões recuperados pela Lava Jato, o Sirius receberá parte dos R$ 250 milhões destinados à tecnologia. A verba deverá custear bolsas de pesquisa do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), uma vez que o contingenciamento de verbas realizado pelo governo federal inviabilizou a liberação de recursos para bolsas em 2020, e para retomada de mais de 8,6 mil bolsas vigentes em 2019.

O laboratório Sirius é utilizado em projetos de combate a doenças, como Alzheimer e câncer, aumento de produtividade na captação de petróleo, entre outras utilidades. As maiores partes da verba ficarão com o Ministério da Educação, que levará R$ 1 bilhão, e com a preservação da Amazônia Legal, que ficará também com R$ 1 bilhão.

Compartilhe!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também

Reportar um erro

Comunique à equipe do Portal da CBN Campinas, erros de informação, de português ou técnicos encontrados neste texto.