Hospital da PUC celebra 40 anos de atividades em Campinas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

O Hospital PUC Campinas comemorou nesta quinta-feira 40 anos de atividades em Campinas. Para celebrar a data, foi realizada uma missa solene no campus II da universidade, ministrada pelo arcebispo metropolitano de Campinas, Dom João Inácio Muller. Logo depois, houve uma cerimônia solene no auditório Monsenhor Emílio José Salim, ministrada pelo arcebispo emérito de Campinas, Dom Gilberto Pereira Lopes, que também atua no hospital como capelão-mor há 15 anos.

Atualmente, 80% dos atendimentos oferecidos pela unidade hospitalar são feitos pelo Sistema Único de Saúde. Por conta disso, a crise financeira que atinge todo o país reflete também nas unidades de saúde. O diretor clínico do Hospital da PUC, Carlos Augusto de Mattos, há muito tempo a unidade de saúde, assim como as demais instituições pelo país, sofre para manter o equilíbrio financeiro. Ele afirma que o estado e a União precisam buscar alternativas para manter a qualidade do atendimento oferecido.

O projeto inicial do Hospital foi idealizado pelo médico Celso Pierro ainda na década de 70, que deu nome à instituição por mais de 30 anos. Num processo de reestruturação, a universidade alterou o nome da instituição para Hospital PUC Campinas.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também

Combustível e gás de cozinha sofrem novo aumento

Um novo reajuste para os combustíveis foi anunciado pela Petrobras. O aumento foi de 4,8% nas bombas. O preço do litro da gasolina para as distribuidoras subiu para R$ 2,60, o que representa um aumento médio de R$ 0,12 por litro no preço de venda. Este é o quinto reajuste da gasolina em 2021. No acumulado de 2021, o aumento já soma  41,3% aos distribuidores. Wilson Bernardes é autônomo e trabalha com entregas.  A cada dia, ele vê o lucro do negócio despencar porque, com a crise, ele não tem como repassar esse aumento para os clientes.