Joice Halsseman defende direito da Unicamp de se manifestar contra cortes na educação

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

A assembleia geral convocada pela Unicamp para protestar contra os cortes na educação promovidos pelo Governo Federal foi defendida pela deputada federal Joice Halssemann, do PSL. Líder do partido do presidente Jair Bolsonaro no Congresso, a parlamentar disse que é preciso respeitar o direito democrático das instituições, independentemente de posicionamento político. A deputada esteve em Campinas nesta segunda-feira visitando o Hospital de Clínicas da Unicamp, para destinar uma emenda no valor de R$ 1 milhão, que será usada na manutenção da unidade de saúde.

O Conselho Universitário da instituição convocou a comunidade acadêmica para uma assembleia extraordinária para combater os ataques sofridos pelas universidades e institutos de pesquisas, caracterizados pelos cortes de bolsas e ameaças à autonomia universitária. Para Joice Halsseman, é importante que a universidade exerça seu direito de manifestar, mas é preciso dizer que houve avanços nas tratativas com o governo. Segundo ela, nas últimas semanas o ministério da educação suspendeu um número grande de cortes nas bolsas de pesquisas que estavam previstos.

Essa será a primeira assembleia extraordinária da história da Unicamp, que tem 53 anos. O ato vai acontecer no dia 15 de outubro, do meio dia às 14 horas, no Ciclo Básico da Universidade.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Ao vivo

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Itens relacionados