Autor de execução no Jardim Nova Mercedes se entrega

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Foto: Google Maps

O assassino do corretor Aguinaldo Belarmino dos Santos, 43 anos, morto na última segunda-feira, na esquina da Alberto Degrande com a Avenida Gustavo Orsolini, perto da Rodovia Santos Dumont, em Campinas, se entregou à polícia nesta quinta. Ele foi ouvido e liberado, mas responderá em liberdade por homicídio doloso qualificado. Identificado apenas como Juliano, ele contou à Polícia Civil que Aguinaldo era ex-cunhado dele.

De acordo com a versão apresentada à polícia, Juliano teria ido tirar satisfação com Aguinaldo, que estaria ameaçando e perseguindo a irmã dele, com quem foi casado. Ele disse que a irmã já tinha registrado boletins de ocorrência contra o ex-marido e que, no dia do crime, a mulher ligou para ele com medo porque o ex estava a perseguindo.  Juliano disse, então, que foi até o bairro e encontrou o ex-cunhado. Os dois começaram a discutir e, ao pensar que Aguinaldo estaria armado e que fosse atirar contra ele, sacou a arma e atirou na vítima em legítima defesa.

Na última segunda-feira, data do crime, uma testemunha contou que a vítima dirigia um Fiat Siena pelo bairro enquanto discutia com o condutor de um Renault Sandero. O assassino jogou e bateu o carro contra o dele. Depois disso, desceu, disparou seis vezes e fugiu. Inicialmente a polícia trabalhava também com a possibilidade do crime ter ocorrido em decorrência de uma discussão no trânsito. Um inquérito foi aberto para apurar a versão do autor.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

COVID-19

Casos de coronavírus em Campinas
0
DESCARTADOS
0
INVESTIGADOS
0
CONFIRMADOS
0
MORTES
Play Video

Ao vivo

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também