Universidades de SP querem equiparação salarial com federais

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Foto: Arquivo CBN Campinas

O Cruesp, conselho de reitores da Unicamp, USP e Unesp, foi à Justiça para equiparar o teto do funcionalismo das universidades estaduais às universidades federais. O pago nas universidades paulistas é de R$ 23 mil, equiparado ao salário do governador João Doria. No âmbito federal, esse valor chega a R$ 35 mil, o que corresponde a 90% do salário pago aos ministros do STF. A equiparação ampliaria o teto dos servidores das três universidades em R$ 12,3 mil.

Na Unicamp, por exemplo, o impacto seria de R$ 86 milhões ao ano, quando se leva em conta salário, férias, encargos e 13º terceiro. Em nota, o Cruesp diz que a manutenção da diferença entre os tetos salariais a que estão sujeitos os servidores das universidades federais e os das estaduais de São Paulo, que pode ser de até R$ 16 mil, representa uma séria ameaça para o futuro das três instituições paulistas. Isso porque os servidores públicos do estado estão migrando para instituições federais em busca de melhores salários.

A equiparação de salários poderia ainda aumentar o déficit das universidades estaduais. A Unicamp prevê um déficit de R$ 183 milhões neste ano, número 8% maior do que o estimado em dezembro do ano passado.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Ao vivo

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também