Enchentes preocupam em Monte Mor e Capivari

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Foto: Danilo Braga

Dez famílias ainda continuavam desalojadas em Monte Mor na manhã desta terça-feira em decorrência das chuvas que atingiram a cidade entre domingo e a madrugada de segunda-feira, causando o extravasamento do Rio Capivari, que chegou a 2,5 metros, mas já baixou para 1,80. O nível normal é 1,5 m. Os desalojados foram para casas de familiares por não terem aceito a solução proposta pela Prefeitura de abrigá-los em escolas e ginásios da cidade.

Com o rio num nível mais baixo, as famílias começaram a voltar para contabilizar os prejuízos e iniciar a limpeza. Ao chegar, a moradora do Jardim Progresso, Katrine Evelyn, percebeu que tinha perdido tudo de valor na residência. De acordo com o Secretário da Defesa Civil de Monte Mor, Murilo Rinaldo, a expectativa é de que a situação se normalize nesta semana. Para a limpeza e auxílio às vítimas das enchentes, a Defesa Civil da cidade pediu ajuda humanitária estadual.

A chance de enchente preocupa também a cidade vizinha, Capivari. A Prefeitura da cidade implantou medidas preventivas para evitar riscos a moradores. Sete famílias foram encaminhadas para a Escola Municipal Professora Alves Silveira. A moradora do bairro Moretto, Telma dos Santos, está entre elas. O Moretto é considerado área de risco de enchente e, apesar do Rio Capivari ainda não ter transbordado na cidade, o volume de água que desce de Monte Mor gera preocupação da administração municipal. Dezessete famílias de áreas de risco em Capivari se recusaram a ir para os abrigos e assinaram termos de responsabilidade para poderem permanecer em suas casas.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Ao vivo

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também