Empresários podem fazer consultas ao Cadastro Positivo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Foto: Divulgação

O Cadastro Positivo, banco de dados que reúne o histórico de pagamento dos consumidores, entrou em operação nesta quarta-feira, 15. A partir agora, o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) disponibilizará ao mercado o acesso a essas informações. Isso significa que instituições financeiras, comerciantes e demais empresas que trabalham com concessão de crédito poderão consultar o sistema para subsidiar a análise de seus clientes. Neste primeiro momento, o mercado poderá consultar cinco tipos de informações: a pontuação utilizada pelas empresas para avaliar a probabilidade de pagamento do consumidor, índice de pontualidade de pagamento, índice de comportamento de gastos e índice de consultas que o CPF do consumidor tem por segmento de empresas.

Também haverá a possibilidade de a empresa credora acessar o histórico consolidado de compromissos financeiros assumidos pelo consumidor, como valores e datas de pagamento das faturas de cartão de crédito, crediário, financiamentos e empréstimos, desde que haja consentimento do próprio consumidor. De acordo com o gerente de produtos do SPC Brasil, Michel Félix, a partir de agora, as análises de créditos passam a ser cada vez mais individualizadas. “O cadastro positivo ele olha o consumidor em sua totalidade, independente se ele está inadimplente ou adimplente. O cadastro positivo vai olhar o histórico de pagamento deste cliente e é isso que s bancos vão reportar para todos os bureaus que vão receber os dados para poder disponibilizar em forma de produtos, fazendo uma análise cada vez mais individual desse consumidor”, explica.

As informações do Cadastro Positivo servem, exclusivamente, para auxiliar o processo de análise de crédito e só podem ser acessadas por empresas nas quais o consumidor busca crédito. O banco de dados não inclui informações sobre quais bens foram adquiridos, nome do estabelecimento ou instituição em que o consumidor contraiu crédito e nem informações de saldo em conta corrente ou investimentos.

 

 

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

COVID-19

Casos de coronavírus em Campinas
0
DESCARTADOS
0
INVESTIGADOS
0
CONFIRMADOS
0 0
MORTES
Play Video

Ao vivo

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também