Suspeito de assassinato alega legítima defesa

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

O suspeito de agredir a esposa e matar a facadas um homem que conversava com ela dentro do carro em Valinhos, alegou legítima defesa nesta segunda-feira. Segundo o homem de 50 anos, a atitude de esfaquear a vítima foi uma reação ao ser supostamente agredido. Ele admitiu arrependimento à Polícia Civil. Interrogado após se entregar na delegacia da cidade, o suspeito foi indiciado pelo crime de homicídio doloso. O caso aconteceu neste sábado. 

De acordo com o Deinter – 2, o homem seguiu a esposa até o bairro Nova Valinhos, e a encontrou conversando com outro homem dentro de um carro. Segundo investigadores, a vítima seria amante dela. No depoimento, o agressor diz ter agido em legítima defesa, pois a vítima teria tentado agredi-lo com uma impressora que estava dentro do veículo. Foram ouvidas três testemunhas sobre o caso, e a polícia afirma que há relatos de que isso aconteceu durante a confusão. 

O homem esfaqueado tinha 53 anos e morreu ao dar entrada no hospital. Ele foi sepultado nesta segunda-feira, no Cemitério dos Amarais em Campinas. Caso o suspeito seja condenado, pode cumprir pena de 12 a 30 anos. Ele não tem passagem criminal e foi liberado após o interrogatório. 

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Play Video

Ao vivo

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também