Mortalidade infantil é a menor da história em Campinas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
O governador Geraldo Alckmin durante a entrega das obras de reforma, adequação e modernização da maternidade e UTI (Unidade de Terapia Intensiva) neonatal do Hospital Regional de Ferraz de Vasconcelos. Data: 16/01/2015. Local: São Paulo/SP. Foto: Edson Lopes Jr/A2AD

Com um índice de 7,54, Campinas atingiu em 2019 a menor taxa de mortalidade infantil da história da cidade. O indicador mede o número de mortes de crianças de até um ano de idade para cada mil nascimentos. Além da queda de 17,1% na comparação com o ano anterior, o número indica uma taxa de mortalidade similar a de países de primeiro mundo, como explica Carmino de Souza, secretário de saúde de Campinas.

Carmino de Souza explica que a taxa de mortalidade infantil é um dos principais indicadores das ações na área da saúde pública por medir os três níveis de atenção à saúde. O resultado inclui maternidades públicas e privadas municipais e estaduais.

Carmino explica que as causas mais comuns de mortalidade infantil são a extrema prematuridade, causada por desnutrição, doença e dependência química da mãe e má formações em crianças com doenças congênitas, principalmente cardíacas. O índice de mortalidade infantil também está relacionado à qualidade do saneamento básico e fatores ambientais e socioeconômicos.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Play Video

Ao vivo

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também