Mesmo com decisão, Barreiro diz que fica na Emdec

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Prefeito Jonas Donizette e o Secretário de Transportes Carlos José Barreiro (Foto: Divulgação)

O secretário de Transportes de Campinas e presidente da Emdec, Carlos José Barreiro, afirmou nesta segunda-feira que permanecerá à frente da Emdec, mesmo com a determinação da Justiça para que ele deixe o cargo de primeiro escalão na empresa. A Administração Municipal informou que vai recorrer da decisão.

No inquérito aberto pelo Ministério Público, os promotores verificaram que a renda operacional bruta da Emdec é superior aos R$ 90 milhões. De acordo com os estatutos que regulam as sociedades de economia mista, um secretário não pode assumir a presidência ou diretoria de uma empresa pública caso esta tenha receita bruta superior a R$ 90 milhões anuais. A empresa ainda não divulgou os valores fechados de 2019, mas de janeiro a novembro do ano passado arrecadou R$ 89,2 milhões em multas.

O secretário defendeu que o valor arrecadado com as infrações não pode entrar na receita operacional da Emdec. Ele argumentou também que a Lei Federal nº 13.303/2016 na qual foi fundamentado o pedido de afastamento passou a vigorar apenas em junho de 2018. Com isso, a medida não o afetaria. O prefeito de Campinas, Jonas Donizette, do PSB, saiu em defesa do secretário dizendo que Barreiro acumula dois cargos mas ganha um salário de cerca de R$ 24 mil . Além disso, afirmou ver interesses políticos atrás da denúncia, que foi feita pelo vereador Tenente Santini, do PSD, em outubro de 2018. 

 

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

COVID-19

Casos de coronavírus em Campinas
0
DESCARTADOS
0
INVESTIGADOS
0
CONFIRMADOS
0 0
MORTES
Play Video

Ao vivo

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também