PMs presos facilitavam atuação de traficantes

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Foto: Leandro Las Casas

Os três policiais militares que foram presos em duas operações conjuntas da Corregedoria da PM e do Gaeco do Ministério Público faziam vista grossa e auxiliavam o tráfico no bairro São Camilo, em Jundiaí, e em Várzea Paulista. Eles atuavam na Força Tática, eram lotados no 49º Batalhão de Polícia Militar do Interior e se tornaram alvo de investigação a partir de 2018, quando o órgão de controle interno da corporação passou a notar indícios de irregularidades.

Como civis estavam envolvidos, o MP foi acionado e a apuração seguiu. Para o promotor do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado de Campinas, Jandir Torres, o foco agora é provar que os PMs recebiam propina.“Eles se omitiam no combate ao tráfico. E aparentemente faziam isso após recebimento de dinheiro pra que deixassem de atuar, ou colaborassem de outras formas. Mas isso vai ser evidenciado durante o curso da investigação, detalha.

Além dos três PMs, oito civis estavam entre os 14 mandados cumpridos e foram presos simultaneamente nas duas cidades. Dois homens de Jundiaí, no entanto, não foram encontrados. Em Várzea Paulista, uma mulher ficou foragida. As operações investigam o tráfico de drogas, associação ao tráfico, corrupção e organização criminosa. Mas apesar da mesma prática, o promotor Jandir Torres diz que os grupos de Várzea e Jundiaí não possuem elo.

Em razão disso, cada um passou a ser alvo de uma investigação diferente. Indagado sobre a chance do mesmo tipo de associação entre PMs e traficantes acontecer em Campinas e região, o promotor não descarta a possibilidade. “A região mais próxima aqui de Campinas por enquanto não foi objeto de busca ou de diligência. Pode ser que, com a sequência dos trabalhos, possa existir algum vínculo. Mas a gente vai verificar no andamento da investigação”, afirma.

Cerca de 300 policiais militares e dezenas de viaturas participaram das ações em Jundiaí e Várzea Paulista. Além dos 14 mandados de prisão, 31 de busca e apreensão também foram cumpridos em diversos endereços dos municípios.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

COVID-19

Casos de coronavírus em Campinas
0
DESCARTADOS
0
CONFIRMADOS
0
INVESTIGADOS
0
MORTES
Play Video

Ao vivo

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também