De virada, Guarani vence Ponte e quebra tabu de 8 anos

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Com a vitória, o Guarani foi a 16 pontos, 5 a mais que Corinthians e Ferroviária. O Bugre tem ainda duas partidas: Botafogo, em Ribeirão Preto e São Paulo, no Brinco. Já a Ponte segue na lanterna do Paulistão. Tem pela frente o Novorizontino, em casa, e Mirassol, fora. Devido ao novo coronavírus, o Estadual foi paralisado pela Federação.

Chegou ao fim os 8 anos de invencibilidade da Ponte Preta sobre o Guarani. Após 6 jogos, com 4 vitórias da Macaca e 2 empates, o Guarani venceu o rival por 3 a 2, nesta segunda-feira, pela 10ª rodada do Paulistão.

E o jogo caminhava para mais uma vitória pontepretana que aproveitou duas falhas do setor defensivo do Guarani em cobranças de escanteios aos 41 e 45 minutos da primeira etapa. O primeiro gol foi do zagueiro Alisson, de cabeça. No segundo escanteio, Romércio cometeu pênalti ao tirar a bola com o braço erguido. Roger aumentou o placar para 2 a 0.

Na segunda etapa, o Bugre reagiu. Júnior Todinho fez o primeiro gol aos 10 minutos  aproveitando uma bicicleta de Lucas Crispim que estava impedido na jogada.

A Macaca quase fez o terceiro em dois contra-ataques desperdiçados no passe errado de Roger e numa bela defesa de Jeferson Paulino após chute de João Paulo.

Aos 35 minutos, Thallyson deu ótima assistência para Juninho encher o pé e empatar a partida. Aos 43,  Thallyson fez um golaço de pé direito no ângulo esquerdo do goleiro Ivan, definindo a virada e a grande vitória bugrina.

Confusões

Duas confusões marcaram o dérbi desta segunda-feira. No intervalo da partida, um grupo grande de torcedores do Guarani tentou invadir o estádio quando a equipe perdia por 2 a 0. Houve confronto com a Polícia Militar e pelo menos 5 soldados saíram feridos com pedradas na cabeça. Três torcedores bugrinos foram detidos.

Ao final da partida, a briga foi entre jogadores. Tudo começou quando o goleiro Jeferson, com a partida parada, deu um chapéu no atacante Roger.

Roger, bastante nervoso com a derrota histórica, foi pra cima do goleiro bugrino o que gerou uma grande confusão também entre os demais jogadores. O atacante pontepretano foi expulso de campo, assim como o zagueiro Alisson por agredir Romércio.

Classificação

Com a vitória, o Guarani foi a 16 pontos, 5 a mais que Corinthians e Ferroviária. O Bugre tem ainda duas partidas: Botafogo, em Ribeirão Preto e São Paulo, no Brinco.

Já a Ponte segue na lanterna do Paulistão. Tem pela frente o Novorizontino, em casa, e Mirassol, fora.

Devido ao novo coronavírus, o Estadual foi paralisado pela Federação.

Foto: Assessoria de imprensa – David Oliveira – Guarani Futebol Clube

 

Compartilhe!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também

Reportar um erro

Comunique à equipe do Portal da CBN Campinas, erros de informação, de português ou técnicos encontrados neste texto.