Ciesp defende corte de impostos para salvar empresas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Foto: Flávio Botelho
Foto: Flávio Botelho

O diretor do Ciesp Campinas, José Nunes Filho, classificou como  “um choque” e comparou a “um clima de guerra”os impactos do Coronavírus na indústria regional. Segundo Nunes, será necessário um socorro dos governos municipal, estadual e federal.

Nunes defende o corte de impostos neste período, como uma das formas de ajudar as indústrias a atravessarem essa crise, principalmente para as pequenas e médias empresas da cadeia automotiva, de confecção, linha branca e eletroeletrônicos. Entre os setores, que, para Nunes, deverão continuar em plena operação, estão as cadeias produtivas de alimentação, saúde e fármacos.

Como forma de evitar o desemprego e diminuir os custos das empresas, Nunes sugeriu algumas alternativas ao empresários para atender a necessidade de isolamento de funcionários, como banco de horas, redução de jornada de trabalho e salário, teletrabalho, licença remunerada e férias coletivas.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

COVID-19

Casos de coronavírus em Campinas
0
CURADOS
0
CONFIRMADOS
0
INVESTIGADOS
0
MORTES
Play Video

Ao vivo

CBN Campinas

99,1 FM

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também

Restaurantes em Campinas cumprem medidas

A Força-Tarefa Covid-19 coordenada pela Vigilância Sanitária, do Departamento de Vigilância em Saúde de Campinas realizou nesta quarta-feira mais uma ação integrada em restaurantes da