Sousas e Joaquim Egídio enchem aos fins de semana

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Foto: Leandro Las Casas

O fluxo de pessoas fazendo exercícios físicos aos fins de semana é a principal preocupação dos moradores dos distritos de Sousas e Joaquim Egídio, em Campinas. Na pandemia, o número de ciclistas e visitantes fazendo trilha e caminhada aumentou.

Manuela de Sousa nota que grupos de até 15 pessoas frequentam o local.  Ela mora na Rodovia José Bonifácio Coutinho Nogueira, que cruza Joaquim Egídio e dá acesso a chácaras e fazendas. Também há bares e restaurantes ao longo da via.

O problema é que os comércios, que atendem por telefone e internet para fazer entregas, reúnem também pessoas que buscam e consomem os alimentos na calçada. “Além de o movimento ter aumentado, eles não utilizam máscara. E a gente sabe que o comércio precisa continuar, mas os clientes estão comendo aqui”, reclama.

A moradora conta que a Guarda Municipal e a PM circulam, mas não impedem as aglomerações. A vizinha dela, Lurdes Geminazzo, também critica a falta do uso de máscaras. “Fim de semana aqui é terrível. Na pandemia, é muita gente. E é muita gente sem máscara, que não se preserva e não preserva outras pessoas. Então, isso é terrível”, diz.

Em Sousas a situação é parecida. Com bares, restaurantes e opções de lazer, o distrito também vê o movimento de frequentadores aumentar às sextas, sábados e domingos. A tendência ainda foi notada entre os moradores, o que causou uma reação das vendas em alguns estabelecimentos. Isso ocorreu em uma loja de doces, por exemplo.

Um dos proprietários, Jeferson Correia, explica que a queda chegou a 70% nas primeiras semanas. Agora, atendendo principalmente através do telefone, está em 60%. “Conseguimos manter as contas pelos acordos que fizemos, como a redução do aluguel. A gente atendia na porta. Agora até recebe uma pessoa por vez de máscara”, conta.

A fiscalização nos comércios é frequente, a exemplo dos outros distritos da cidade. Mas as lotéricas, diferente da maioria dos outros locais, não costumam ter filas.

O movimento nos seis distritos de Campinas é registrado na semana em que a cidade registrou a melhor taxa de isolamento social desde o meio de abril, entre os dias 13 e 17. De segunda a quarta, a cidade ficou no patamar entre 48 e 47%, abaixo da média estadual. O recomendado pelas autoridades é que o índice fique acima dos 70%.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

COVID-19

Casos de coronavírus em Campinas
0
DESCARTADOS
0
INVESTIGADOS
0
CONFIRMADOS
0 0
MORTES
Play Video

Ao vivo

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também