Pandemia acelera transformação no trabalho

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Com a medida de isolamento social para conter a pandemia do novo coronavírus, muitas empresas precisaram suspender as atividades e até fechar as portas, em alguns casos. Segundo estudo do Instituto Brasileiro de Economia da FGV, a crise deve deixar pelo menos 12,6 milhões de desempregados.

De acordo com o headhunter, especialista em recolocação executiva, Marcelo Arone, toda crise acelera os processos de transformação no mercado de trabalho. Marcelo explica que a crise do coronavírus veio para antecipar a transição nas carreiras, que  já estávamos vivenciando. Nesta transição, profissionais da indústrias, por exemplo estão migrando para áreas de Tecnologia.

Engenheiros e  Economistas para as startups e empresas de inovação. Marcelo Arone analisa que nesses 50 dias de isolamento social já é possível observar que a maioria das mudanças são definitivas. O home office, por exemplo, segundo ele, veio para ficar. A adaptação tem sido rápida na maioria dos casos. Na análise do especialista, as empresas que já tinham plataformas online de largaram na frente e outras conseguiram se adaptar em poucos dias.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

COVID-19

Casos de coronavírus em Campinas
0
CURADOS
0
CONFIRMADOS
0
INVESTIGADOS
0
MORTES

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também