Promoções de viagem para 2021 oferecem risco

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

O setor de turismo praticamente parou neste ano como consequência da pandemia provocada pelo novo coronavírus. Para tentar sobreviver à crise econômica, muitas agências e sites especializados têm feito promoções que podem ser consideradas muito vantajosas. Essas empresas oferecem pacotes para o ano que vem, imaginando um período de pós pandemia, com preços muito atrativos.

Numa navegada rápida pela internet, é possível encontrar pacotes para Orlando e Miami em 2021, incluindo aéreo, hospedagem e aluguel de veículos por R$ 1,3 mil. Há também promoções para sete dias em Las Vegas, com aéreo e hospedagem, por R$ 1,2 mil. Até mesmo quem procurar por pacotes para a Europa vai encontrar preços muito atrativos. Uma viagem de oito dias para Amsterdam, também com passagens aéreas e hotel incluso, pode ser encontrada por R$ 2,4 mil. E além de tudo, o pagamento pode ser feito em até 12 vezes, sem juros.

As condições são altamente atrativas para quem quer viajar. Porém, devido ao atual momento, as promoções não devem dar tanta segurança aos consumidores. Isso porque não há nenhuma garantia que essas empresas, que estão praticamente paradas neste momento, conseguirão sobreviver até o ano que vem. De acordo com a presidente da comissão dos direitos do consumidor, Andreia Gomes de Oliveira, antes de se aventurar numa dessas promoções, o cidadão tem que entender que o risco de falência das empresas do setor de turismo é alto e que se isso vier a acontecer, poderá ficar sem a viagem e sem o seu dinheiro. “Se ela (empresa) pede uma falência, por exemplo, ou uma recuperação judicial, vai ter um impacto grande. Porque numa recuperação judicial, a empresa vai ter que apresentar um plano de pagamento. E se for uma falência, por exemplo, esse credor vai ter que entrar numa fila para receber e ser ressarcido. É um dinheiro que você vai perder e não vai conseguir reaver tão rápido. E se reaver, né?”, disse.

A orientação para o consumidor é que espere o período mais crítico da pandemia passar e reveja as opções na retomada do setor.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

COVID-19

Casos de coronavírus em Campinas
0
DESCARTADOS
0
INVESTIGADOS
0
CONFIRMADOS
0
MORTES
Play Video

Ao vivo

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também

Valinhos tem 34 mortes por covid-19

Valinhos registrou mais 4 mortes e 13 novos casos confirmados da covid-19, nesta terça-feira. O município tem agora 34 óbitos causados pelo novo coronavírus e