Uso de fone de ouvido em home office exige atenção

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin

A adaptação ao home-office por causa da pandemia do novo coronavírus inclui a utilização de fones de ouvido na maioria dos casos. De acordo com o otorrinolaringologista e cirurgião de cabeça e pescoço, Thiago Zago, em reuniões virtuais ou em qualquer outra atividade que exija o uso do fone, a recomendação é dosar o volume do aparelho.

A regra, segundo o médico, é ouvir no máximo 60 minutos por dia num  volume inferior à 60% da capacidade do som do aparelho. Uma dica é observar se alguém no ambiente está conseguindo ouvir o som do fone de ouvido. Se isso ocorrer é um sinal de que o volume já está em um nível prejudicial à saúde auditiva. A higiene do aparelho também é essencial para a saúde auditiva do usuário. Thiago Zago recomenda ainda a utilização de fones com formato de concha, que são mais indicados do que os headphones. Antes mesmo do isolamento social, o uso excessivo de fones de ouvido já era uma preocupação para os médicos.

De acordo com Thiago Zago, o fone de ouvido com volume além do considerado saudável se tornou a causa de boa parte das perdas auditivas, quase sempre irreversíveis. Dados da Organização Mundial de Saúde apontam que 50% da população entre 12 e 35 anos que moram em países de média ou baixa renda escutam música em uma intensidade prejudicial à audição.

Compartilhe!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin

Pesquisar

PODCASTS

Mais recentes

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Veja também

Reportar um erro

Comunique à equipe do Portal da CBN Campinas, erros de informação, de português ou técnicos encontrados neste texto.