Campinas é elevada a metrópole pelo IBGE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Campinas se tornou a única metrópole do Brasil que não é capital de Estado. A classificação faz parte da pesquisa Regiões de Influência das Cidades de 2018 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE. Outras duas cidades foram elevadas ao mesmo patamar: Vitória, ES, e Florianópolis, SC.

Na versão anterior da pesquisa de 2007, as três novas metrópoles eram classificadas como capitais regionais. As transformações ocorridas ao longo do período, com a instalação de grandes empresas e instituições públicas favoreceram a elevação do patamar. Para o professor de arquitetura e urbanismo da PUC-Campinas, João Verde, entre as vantagens da nova classificação estão a possibilidade de atrair investimentos governamentais e principalmente o reconhecimento nacional e internacional da cidade. De acordo com ele, alcançar a categoria não significa apenas uma nomenclatura.

As capitais, em sua opinião, levam algum tipo de vantagem por serem sedes de governos estaduais. De todo modo, Campinas já é um grande polo tecnológico e de atrativo de investimento. Os polos industrial, médico, acadêmico e logístico reforçam ainda mais a posição da cidade como metrópole. Apesar de todas as vantagens, o município não escapa de problemas como o crescimento desordenado, mesmo assim, o urbanista explica que a situação de Campinas é bem melhor do a maioria das cidades de grande porte do país.

Com as classificação de Campinas, Vitória e Florianópolis, o Brasil passou a ter 15 metrópoles.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

COVID-19

Casos de coronavírus em Campinas
0
CURADOS
0
CONFIRMADOS
0
INVESTIGADOS
0
MORTES
Play Video

Ao vivo

CBN Campinas

99,1 FM

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também