Incerteza aumenta para setor de alimentação

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Os bares e restaurantes já enfrentam crise desde o início da pandemia da covid-19. Com a proibição do atendimento presencial, a Abrasel, entidade responsável pelo setor, calcula 40% de redução no faturamento somente na Região Metropolitana de Campinas, causando fechamento de postos de trabalho. 

A prorrogação da quarentena até o dia 14 de julho deve aumentar as incertezas dos empresários do setor e as perdas são inevitáveis. Com a região na fase laranja do Plano São Paulo, são mais três semanas trabalhando apenas com delivery e retiradas. Matheus Mason, presidente da Abrasel, relata a dificuldade dos estabelecimentos de trabalharem com alimentos que têm prazo de validade e podem aumentar ainda mais o prejuízo.

Os protocolos de segurança e saúde para a reabertura de bares e restaurantes com capacidade reduzida já estão prontos. O problema, segundo o presidente da Abrasel, é que o setor consiga colocá-los em prática sem definição de datas de reabertura.

Outra dificuldade que os bares e restaurantes serão obrigados a administrar após reabrir será o comportamento dos clientes, que terão que se adaptar para cumprir os protocolos, como conta Matheus Mason.

O Plano São Paulo prevê, na fase amarela, que estabelecimentos com locais arejados possam abrir. Antes, apenas mesas na calçada poderiam ser atendidas. Mas a nova classificação, que inclui a região de Campinas e pode permitir o funcionamento, será anunciada em três semanas e não garante o avanço para o setor de alimentação esteja autorizado a funcionar.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

COVID-19

Casos de coronavírus em Campinas
0
DESCARTADOS
0
INVESTIGADOS
0
CONFIRMADOS
0
MORTES
Play Video

Ao vivo

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também