Após desobedecer Plano SP, Paulínia fecha comércio

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Foto: Danilo Braga

Desde que a região de Campinas foi reclassificada na fase vermelha do Plano São Paulo de reabertura econômica, Paulínia vinha desrespeitando as determinações estaduais e mantinha seu comércio em atividade. Mas nesta sexta-feira, a cidade enfim atendeu a exigência do Palácio dos Bandeirantes e manteve funcionando apenas os estabelecimentos que prestam os chamados serviços essenciais.

A fase vermelha do plano não permite o funcionamento do comércio em geral. Depois de quatro dias ignorando a decisão estadual, a prefeitura de Paulínia publicou a decisão pelo fechamento das lojas na noite desta quinta-feira, em suas redes sociais. Porém, a administração municipal não informou o motivo da demora na aplicação das regras. O governo paulista disse que notificou a cidade, para que cumprisse as diretrizes do plano, mas a administração municipal negou ter recebido qualquer tipo de ofício.

Entre os cidadãos, opiniões diferentes sobre o fechamento do comércio. Para Elizabete de Oliveira, o comércio deveria funcionar seguindo protocolos de segurança. Ela disse que precisava comprar um produto, mas que acabou perdendo tempo porque a loja estava fechada. “Eu acho que poderia reabrir, mas colocando uma faixa na entrada e atendendo o pessoal na porta. E agora mesmo eu fui comprar uma coisinha ali na loja, que ontem estava aberta, mas agora está fechada. Perdi meu tempo em vir até aqui. Poderia pelo menos atender na porta”, afirma. Já João Azarias concorda com o fechamento do comércio e disse que o importante neste momento é garantir a segurança da população. “Eu acho que é certo. Tem que proteger as pessoas. É mais seguro, né?”, disse.

Nesta sexta-feira, 10 de julho, dia em que Paulínia fechou o comércio como enfrentamento à pandemia, mais uma morte por covid-19 foi confirmada no município. A vítima é uma mulher de 86 anos, que tinha outras doenças e que morreu no Hospital Municipal no dia 08 deste mês. Até o final do dia, o município somava 1.291 casos confirmados da doença e 15 mortes.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

COVID-19

Casos de coronavírus em Campinas
0
DESCARTADOS
0
CONFIRMADOS
0
INVESTIGADOS
0
MORTES
Play Video

Ao vivo

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também