Curva de mortes por covid-19 tem queda na RMC

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Foto: Divulgação/ Prefeitura de Paulínia

A 27ª semana epidemiológica, entre 28 de junho e 4 de julho, apresentou queda no número de mortes por covid-19 na Região Metropolitana de Campinas. Segundo a nota técnica do Observatório PUC-Campinas, os 178 óbitos registrados no período representam uma diminuição de 2,2% em relação aos sete dias anteriores. No município de Campinas, a redução foi ainda maior, de 11,1%, somando 72 vítimas fatais da doença.

Mas a curva de contágio ainda não diminuiu. Com 5.300 novas confirmações, o crescimento de casos foi de 4%. O médico infectologista André Giglio Bueno, do Hospital PUC-Campinas, afirma que ainda não se pode concluir que a menor velocidade signifique controle da pandemia.

O estudo concluiu que apenas 1,8% da população de Campinas teve contato com pessoas infectadas pelo coronavírus. O infectologista explica que a quantidade de pessoas expostas à covid-19 pode piorar a situação no município.

André Giglio Bueno ainda destaca a necessidade se manter o isolamento social para que a curva de contágio pela covid-19 não volte a crescer na região.

O Departamento Regional de Saúde de Campinas reúne dados de 42 cidades e atesta que a região passou a ser a segunda do Estado de São Paulo com mais casos de covid-19, ficando à frente da Baixada Santista. Segundo o infectologista, o motivo é a fase diferente da pandemia em cada área. O litoral teve diminuição de 22% de casos confirmados e 34% de mortes causadas pela doença.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

COVID-19

Casos de coronavírus em Campinas
0
DESCARTADOS
0
CONFIRMADOS
0
INVESTIGADOS
0
MORTES
Play Video

Ao vivo

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também