Feiras livres estabilizam preços e respeitam protocolos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Foto: Danilo Braga

As feiras livres de Campinas estão funcionando de forma facultativa. Ou seja, só para os vendedores que fizerem essa opção. Por isso houve uma redução de bancas nas feiras livres da cidade. É o caso da feira do Jardim Garcia, onde só sobraram duas bancas: a de pastel e a de milho e pamonha, de Paulo Victor.

As que estão funcionando estão respeitando os protocolos de proteção contra o coronavírus. Na feira do Jardim Flamboyant, por exemplo, as frequentadoras Célia Marcatto e Arminda Bueno contam que há distanciamento, proibição de consumo no local e disponibilidade de álcool em gel.

Na feira do Jardim Aurélia, Valmira Vieira conta que ela e os demais frequentadores usam máscara. Com relação aos preços durante a pandemia, eles estão mais estáveis que nos mercados, na opinião dos usuários.

É o que observou Marta Cristina, frequentadora da feira de orgânicos do Bosque, e Ana Maria, que faz compras na feira do Jardim Aurélia. A disponibilidade de álcool em gel ocorre em grande parte das bancas nas feiras livres.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

COVID-19

Casos de coronavírus em Campinas
0
DESCARTADOS
0
CONFIRMADOS
0
INVESTIGADOS
0
MORTES
Play Video

Ao vivo

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também