Queimadas afetam fornecimento de energia

Um levantamento feito pelo Centro de Operações da CPFL Paulista mostra que a região de Campinas registrou no período de 1º de janeiro a 15 de junho, 567 queimadas responsáveis por interrupções no fornecimento de energia. Deste total, 160 ocorrências foram registradas em Campinas, 75 em Hortolândia, 71 em Americana, 47 em Santa Bárbara d’Oeste e 45 em Sumaré.

Em toda a área de atuação da CPFL, que engloba 234 municípios do interior paulista, foram registradas no mesmo período 1.474 queimadas que afetaram a rede elétrica. Evitar queimadas em áreas próximas às redes elétricas, não soltar balões, e não jogar pontas de cigarro no mato e acostamento de rodovias estão entre as recomendações para evitar o perigo.

É recomendado também, ao identificar um foco de incêndio, avisar a Guarda Florestal ou o Corpo de Bombeiros, as concessionárias de rodovias, ou órgão estadual responsável se o foco for à margem das estradas. Em caso de falta de energia, ou de incêndio sob a rede elétrica, a população deve entrar em contato com os canais de atendimento da CPFL Paulista. Entre eles, o web mobile: www.cpfl.com.br que pode ser acessado via smartphone e também no App “CPFL Energia”, ou ainda através do telefone 0800 010 1010.

Compartilhe!

Pesquisar

PODCASTS

Mais recentes

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Veja também

Por orientação de advogado, Zé Carlos não comparece à sessão da Câmara

No dia em que foi deflagrada a Operação Lambuja, com mandados de busca e apreensão na Câmara e endereços ligados ao vereador Zé Carlos (PSB), o presidente do Legislativo foi orientado pelo advogado dele, Ralph Tórtima Stettinger Filho, a não comparecer à Sessão Ordinária desta quarta-feira.

A sessão desta quarta, no Teatro Bento Quirino, é presidida pela vice-presidente da Casa, Débora Palermo (PSC).

Vereadores de oposição apresentam pedido de investigação contra Zé Carlos

Os vereadores Nelson Hossri (PSD) e Marcelo Silva (PSD) apresentaram nesta quarta-feira um pedido de Comissão Especial de Inquérito (CEI) para apurar os fatos envolvendo a suposta cobrança de vantagens indevidas para manutenção ou prorrogação de contratos de empresas terceirizada pelo Legislativo por parte do Presidente da Câmara, o vereador Zé Carlos (PSB).

A defesa de Zé Carlos alega inocência do vereador.

Reportar um erro

Comunique à equipe do Portal da CBN Campinas, erros de informação, de português ou técnicos encontrados neste texto.