Passe gratuito a idosos desagrada geriatra

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Foto: Leandro Las Casas

A partir desta segunda-feira dia, 31 de agosto, o Bilhete Único do Idoso volta a ser liberado para uso no transporte público em Campinas. A medida não agradou geriatra que preside entidade representativa da classe médica na cidade.

O passe, que garante o acesso gratuito de pessoas com mais de 65 anos pela porta da frente dos coletivos, estava vetado desde o inicio da quarentena decretada, em março, pelo Governo do Estado. A medida foi adota, pois, os idosos fazem parte do grupo de risco de contrair e evoluir a Covid-19 para a fase mais grave da doença.

Segundo os dados estatísticos da Prefeitura, em Campinas, a população idosa é de 160 mil pessoas. Deste total, 89 mil são cadastrados na Emdec.

O secretário municipal de Transportes e presidente da Emdec, Carlos José Barreiro, explicou que a lei garante o embarque dos idosos no transporte público mesmo sem o bilhete único, porém, em Campinas ele é obrigado a entrar pela porta do meio, o que representa maior risco de contato com outras pessoas e consequentemente de contrair o coronavírus.

Um levantamento feito pela Emdec, de acordo com o secretário, contatou que durante o período de pandemia os idosos precisam utilizar o sistema, principalmente para ir a consultas médicas. Apesar da liberação do passe, a recomendação do secretario aos idosos é usar o beneficio somente quando necessário.

Para a médica geriatra, Fátima Bastos, Presidente da Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas, a medida causa preocupação pois a pandemia continua. Ela também recomenda o uso do transporte público somente quando necessário e nesse caso adotar de forma correta todas as medidas de segurança a saúde.

Outra recomendação da médica geriatra para os idosos que necessitam utilizar o sistema de transporte público é evitar os horários de  pico. Para ela, a medida adotada em Campinas poderia ter sido adiada, mas, concorda com a necessidade. A medica explicou que muitos idosos estão deixando de ir aos consultórios médicos durante este período de pandemia, o que é um erro pois acaba agravando a situação de saúde principalmente a dos portadores de doenças cronicas.

Além do bilhete único do idoso, a Emdec liberou também a partir desta segunda-feira, dia 31, o bilhete de transporte universitário, que garante desconto na passagem aos estudantes. A medida foi adotada em função da volta das aulas presenciais no ensino superior.

Compartilhe!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin

Pesquisar

PODCASTS

Mais recentes

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Veja também

Reportar um erro

Comunique à equipe do Portal da CBN Campinas, erros de informação, de português ou técnicos encontrados neste texto.