Estudo vê aumento na emissão de CNH para mulheres

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

O número de CNHs ativas no país cresceu 24% no período de 2013 a 2019. O índice é bem maior que o crescimento da população brasileira no mesmo período, que foi de 4%. Os índices fazem parte de uma pesquisa sobre o potencial universo de consumidores de automóveis, realizada pela IPSOS Brasil, empresa especializada em pesquisas de mercado.

A pesquisa aponta que até 2019, o número de CNHs ativas no país era de aproximadamente 73,8 milhões. Os homens ainda são maioria em número de carteiras válidas , correspondendo a 65% das habilitações. Entretanto, de 2013 a 2019, 44% de um total de 14,2 milhões de novos condutores eram do sexo feminino. Ou seja, se comparado ao cenário de 2013, as mulheres aumentaram sua participação em 2,2%.

Para o diretor da empresa responsável pela pesquisa, Marcelo Pereira, uma das razões é o empoderamento feminino. Outra razão apontada é o mercado de trabalho, principalmente no transporte por aplicativo.

Os estados que apresentaram maiores taxas de crescimento de mulheres habilitadas foram, Tocantins, Rondônia, Goiás, Espírito Santo e Acre. As localidades com menor desigualdade de gênero entre habilitados são também, as que possuem os maiores IDHs. Em Brasilia a proporção de CNHs validas entre as mulheres é de 40% e na capital paulista, 38%.

A pesquisa aponta também que no período analisado houve redução na emissão do documento para a população mais jovem de até 30 anos e aumentou entre os mais velhos acima de 60 anos de idade.

Para o diretor da IPSOS Brasil, Marcelo Pereira, os avanços tecnológicos automobilísticos são as principais razões para o aumento na validação de CNHs para a população da terceira idade. Já a redução entre os mais jovens, está diretamente ligada ao crescimento dos meios de transporte por aplicativo.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também