Para Ciesp, falta de insumos demonstra retomada

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Foto: Roncon & Graça Com

Uma pesquisa divulgada pelo Ciesp-Campinas nesta terça-feira apontou que 47% dos empresários da Região de Campinas estão com dificuldade para conseguir insumos e matérias-primas. O estudo, que avalia os efeitos de seis meses de pandemia da covid-19  na indústria regional, apontou que o aço plano, alumínio, papelão para embalagem e resinas termoplásticas são alguns dos insumos que estão em falta no mercado e que, portanto, tiveram elevação nos preços.

Como não há matéria-prima suficiente, no caso do aço plano, por exemplo, o preço subiu 76% em reais e 34% em dólares. O diretor do Ciesp-Campinas, José Nunes Filho, explica que os altos-fornos das siderúrgicas ficaram meses desativados e somente agora estão retomando as atividades. Para Nunes Filho, essa situação é um indicativo de retomada no crescimento industrial. Na avaliação do Ciesp-Campinas, a inflação gerada com a elevação de preços nesses insumos não deve se manter, já que a oferta tende a se  regularizar nos próximos meses.

Os demais indicadores da pesquisa de setembro se mantêm relativamente próximos aos do mês de agosto, com 68% dos empresários apontando diminuição nas vendas. Apesar dos indicativos estáveis, José Nunes Filho afirma que o empresário está mais otimista. De agosto para setembro, cresceu também de 72% para 79% a previsão dos empresários consultados de que o pleno desempenho de suas atividades poderá ocorrer em até seis meses.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

COVID-19

Casos de coronavírus em Campinas
0
CURADOS
0
CONFIRMADOS
0
INVESTIGADOS
0
MORTES

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também