Campinas lidera mercado de loteamentos em SP

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mesmo com a pandemia do novo coronavírus os loteamentos continuam em alta e Campinas lidera o mercado em todo o Estado. É o que aponta pesquisa realizada pelo Secovi-SP, o Sindicato da Habitação de São Paulo.

Segundo os dados, no primeiro semestre do ano foram comercializados 4.172 terrenos na região. No Valor Global de Vendas, as cifras totalizaram R$ 609 milhões. O panorama é revelado na pesquisa “Mercado de Loteamentos do Estado de São Paulo”.

De acordo com Adriano César de Assunção, Diretor comercial do Grupo Zamm Loteamentos, um dos fatores que justifica o aquecimento do mercado em Campinas é a demanda reprimida que afeta todos os segmentos, principalmente o de imóveis populares. A estimativa do déficit habitacional na cidade, segundo ele, é superior a 50 mil unidades.

Para se ter uma ideia um loteamento lançado em 2017, o Parque das Praças, e entregue no segundo semestre deste ano na região do Ouro Verde, teve todos as unidades vendidas no dia do lançamento.

De acordo com Adriano César de Assunção, o preço do metro quadrado para loteamentos populares em Campinas é o mais alto da região. A media fica entre R$ 700 e R$ 800. Porém, mesmo com a pandemia as vendas continuam. Houve uma redução nos primeiros meses, mas, o mercado voltou a ser aquecido.

Segundo os dados da pesquisa “Mercado de Loteamentos do Estado de São Paulo”, os 65 municípios pesquisados lançaram 3.900 lotes residenciais no segundo trimestre deste ano. Totalizando, no primeiro semestre foram lançados 10,9 mil lotes. Deste total 4.172 comercializados na região de Campinas.

O levantamento revela ainda que 79% dos entrevistados que avaliam a compra de um imóvel consideram importante ter na vizinhança comércios e locais de lazer. Para 73%, o acesso a transporte público é um diferencial que pesa na escolha.

 

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

COVID-19

Casos de coronavírus em Campinas
0
CURADOS
0
CONFIRMADOS
0
INVESTIGADOS
0
MORTES

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também

Governo prorroga prazo para inscrição na Lei Aldir Blanc

Com o prazo esticado até o dia 04 de novembro, os pagamentos serão feitos na segunda semana do mês em uma parcela R$ 3 mil. No total, serão destinados até R$ 189,15 milhões para a renda básica, que poderá beneficiar cerca de 63 mil profissionais da cultura.