Tecnologia na infância: como a pandemia mudou a relação das crianças com as telas?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Durante o isolamento social o tempo de tela recomendado para crianças foi ampliado de maneira forçada e passamos a usar computadores e celulares desde atividades escolares até o contato com a família e os amigos. Como isso pode afetar o desenvolvimento cognitivo de crianças e adolescentes?

clique no player abaixo para ouvir o programa na integra:

Durante o isolamento social o tempo de tela recomendado para crianças foi ampliado de maneira forçada e passamos a usar computadores e celulares desde atividades escolares até o contato com a família e os amigos.

Neste episódio especial do mês das crianças de hoje convidamos a Dra. Evelyn Eisenstein, que é Coordenadora do Grupo de Trabalho de Saúde na Era Digital da Sociedade Brasileira de Pediatria, para conversar sobre maneiras saudáveis para usar a tecnologia com crianças e adolescentes.

Tem algum comentário sobre o novo formato do podcast? Tem alguma dúvida sobre este assunto? Quero saber sua opinião, me procure no instagram, twitter e no facebook para gente continuar este diálogo.

 


Você não sabe o que é um podcast? Assiste o vídeo e veja como é simples acompanhar estes novos conteúdos da CBN Campinas.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também

Spotify lança versão concorrente do ClubHouse chamada Greenroom

Spotify anunciou seu novo aplicativo de conversas por voz ao vivo chamado Greenroom, ou “quarto verde” que tem origem em uma tradição dos teatros e shows como nome de sala de descompressão nos bastidores para relaxar entre performances. Ouça no Podcast Transformação Digital.

CBN Ponte: Ep.24 – Oxigênio

A derrota no Dérbi 200 expôs ainda mais a crise na Ponte Preta. Desde 1970, a Macaca não tinha um início de campeonato tão ruim