Números não indicam regressão no Plano SP

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

O governo de São Paulo informou nesta quinta-feira, 26, que não há indicativo de que haverá regressão de fase no plano de reabertura econômica do estado, após as restrições impostas pela quarentena. A próxima reclassificação acontece nesta segunda-feira. Nesta quinta-feira, uma reportagem do jornal Folha de S. Paulo informou que o Centro de Contingência da Covid-19 iria propor ao governador João Doria, uma regressão de todo o estado para a fase amarela, diante da piora nos indicadores da pandemia.

Parte do grupo havia expressado a preocupação, após o aumento das internações pela doença ter chegado a 22% na última quarta-feira, quando comparado ao índice registrado há 15 dias. Na avaliação do estado, os indicadores estão melhores nesta semana epidemiológica, quando comparada a anterior. O total de casos reduziu em 11,1% e os óbitos são 15% menores. Já as internações aumentaram 1% no período, o que indica estabilidade.

Hoje, a taxa de ocupação de UTI no estado está em 50% e na Grande São Paulo é de 57,2%. 75% dos municípios paulistas estão na fase verde do Plano SP. O secretário de saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, disse que os números dessa semana não apontam para a necessidade da adoção de qualquer medida mais restritiva em relação à pandemia. “Com relação a medidas que foram colocadas por um ou outro integrante do Centro de Contingência, no que tange a medidas muito mais restritivas, os índices que nós mostramos agora não significariam essa medida mais restritiva. Portanto os dados não nos respaldam, não dão suporte para fazermos medidas muito mais restritivas”, afirma.

Sobre a reclassificação que acontecerá nesta segunda-feira, o coordenador executivo do Centro de Contingência da Covid-19, João Gabbardo, não há possibilidade da adoção de uma medida geral para todo o estado. Ele afirma que a avaliação seguirá regionalizada, atendendo às necessidades epidemiológicas de cada área do território paulista. “Na segunda-feira, faremos a nova reclassificação de todas as regiões do estado de São Paulo. Vamos continuar usando os mesmos indicadores que vínhamos utilizando com sucesso até agora no tratamento dado às regiões. Nós não concordamos com a tese de que o estado deva ser colocado na mesma fase e que se dê o mesmo tratamento epidemiológico para cenários diferentes”, explica.

Nesta quinta-feira, o estado de São Paulo contabilizava 1.229.267 casos confirmados de covid-19 e 41.773 óbitos em decorrência da doença.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

COVID-19

Casos de coronavírus em Campinas
0
CURADOS
0
CONFIRMADOS
0
INVESTIGADOS
0
MORTES

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também