Planejamento evita compras desnecessárias na Black Friday

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Fazer um planejamento para não cair nas tentações das ofertas da Black Friday está entre as principais dicas para o consumidor evitar armadilhas. A afirmação é do especialista em Direito Civil e professor de Direito do Consumidor, Leandro Nava. O planejamento financeiro, segundo ele, é necessário sempre. Porém, em época de grandes promoções, a atenção deve ser redobrada.
Foto: Flávio Botelho

Fazer um planejamento para não cair nas tentações das ofertas da Black Friday está entre as principais dicas para o consumidor evitar armadilhas. A afirmação é do especialista em direito civil e professor de Direito do Consumidor, Leandro Nava.

O planejamento financeiro segundo ele é necessário sempre, porém, em época de grandes promoções a atenção deve ser redobrada, pois, o consumidor pode acabar induzido a comprar o que não necessita. Ele deve ficar atento também as condições de pagamento e lembrar que no começo do existem as despesas extras. Diante dos fatos a recomendação ao consumidor é fazer um autoquestionamento antes de começar a comprar.

Para não comprar gato por lebre é importante o consumidor ficar atento aos preços praticados nos meses anteriores, pois, é comum nesta época o comércio elevar o valor dos produtos, para depois baixar o preço neste período de Black Friday, simulando um super desconto e criando a sensação de oferta bem vantajosa.

Outra dica importante segundo o especialista em direito civil é observar as políticas de troca e devolução especificadas no ato da compra nas lojas físicas. Para as compras on line, ele lembra que o Procon estabelece um prazo legal de sete dias para o cliente se arrepender da compra. Os custos da devolução do produto fica a cargo do fornecedor.

É necessário verificar também a confiabilidade da marca do produto e da loja que o vende. A reputação da loja pode ser verificada junto aos órgãos de defesa do consumidor, na Junta Comercial, na plataforma consumidor.gov.br e no www.reclameaqui.com.br

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

COVID-19

Casos de coronavírus em Campinas
0
CURADOS
0
CONFIRMADOS
0
INVESTIGADOS
0
MORTES

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também