Conjunto de Música Antiga da USP faz apresentação inédita

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Foto: crédito Fernanda Porta Nova

O Conjunto de Música Antiga da USP encerra a programação do ano do projeto musica #emcasacomosesc
A apresentação acontece nesta quarta-feira, dia 30.

No repertório, festejo à paz e confraternização entre os povos. Ao som de réplicas de instrumentos de época, como flauta barroca, violinos com cordas de tripa animal, cravo e teorba, os 11 músicos interpretam obras do compositor barroco Georg Philipp Telemann (1681 – 1767) e a suíte das Nações, que reúne danças em estilos de diversas nacionalidades, como italiana, francesa e portuguesa. Com Mônica Lucas (flauta doce), Marcus Held (violino), Paula Souza Lima (violino), Manoela Bonina (violino), Heitor Salesse (violino), William Coelho (viola), Diego Alves (violoncelo), Gustavo Mazon (contrabaixo), Fernando Cardoso (cravo), Alexandre Ribeiro (teorba) e Anderson Lima (guitarra).

O concerto inédito foi gravado no Sesc Pinheiros e será apresentado ás 19 horas no youtube.com/ sescsp e no instagram.com/ sescaovivo

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

COVID-19

Casos de coronavírus em Campinas
0
CURADOS
0
CONFIRMADOS
0
INVESTIGADOS
0
MORTES

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também

Valéria Custódio lança documentário do show Púrpura Dois

O projeto mostra os bastidores da turnê Púrpura Dois da cantora e compositora Valéria Custódio durante o ano de 2020. As imagens mostram a transformação da turnê, desde o show em praça pública para o mundo digital em razão da pandemia do coronavírus. O documentário será lançado oficialmente, às 20h,  no canal do YouTube Valéria Custódio Oficial.

Artistas plásticos recriam obra na Praça Arautos da Paz

O mural conta com 12 metros de altura por três metros de largura, que totalizam 36 metros quadrados. A obra busca inspiração na figura de Carmem Miranda e a nova versão retrabalha elementos da composição original.
O trabalho  conta  com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura.