Anvisa aprova CoronaVac e vacina de Oxford

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Foto: Divulgação

O Brasil aprovou as duas primeiras vacinas contra a Covid-19. São elas a CoronaVac, produzida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, e a vacina de Oxford, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca em parceria com a Fiocruz. A decisão foi tomada pela diretoria da Agência de Vigilância Sanitária, que seguiu a recomendação das áreas técnicas.

Durante a apresentação dos votos, o diretor da Anvisa Alex Botelho agradeceu ao ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta e disse que os mortos em Manaus foram vítimas do descaso do Estado. A relatora dos pedidos de uso emergencial, Meiruze Freitas, ressaltou que até o momento não existe alternativa terapêutica aprovada e disponível para prevenir ou tratar a Covid-19, desmentindo o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

A decisão da Anvisa saiu em meio à alta de novos casos e mortes causadas pela doença no país, que se aproxima das 210 mil vítimas da doença.

A expectativa, agora, é que a campanha de vacinação comece nas próximas horas.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também

Combustível e gás de cozinha sofrem novo aumento

Um novo reajuste para os combustíveis foi anunciado pela Petrobras. O aumento foi de 4,8% nas bombas. O preço do litro da gasolina para as distribuidoras subiu para R$ 2,60, o que representa um aumento médio de R$ 0,12 por litro no preço de venda. Este é o quinto reajuste da gasolina em 2021. No acumulado de 2021, o aumento já soma  41,3% aos distribuidores. Wilson Bernardes é autônomo e trabalha com entregas.  A cada dia, ele vê o lucro do negócio despencar porque, com a crise, ele não tem como repassar esse aumento para os clientes.