Chuva interdita ponte e alaga ruas e casas em Monte Mor

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Chuva em Monte Mor
Foto: Flávio Botelho

A forte chuva registrada durante a madrugada desta quarta-feira, dia 13, causou vários alagamentos, interdição de ponte, rompimento de adutora e uma série de outros transtornos em Monte Mor. Segundo os dados da Defesa Civil,  em cerca de uma e meia choveu 42 milímetros.

Várias vias foram interditadas, principalmente na entrada da cidade, onde está localizada a sede do Grupo de Atendimento de Resgate e Emergência, que foi inundada.

O volume de chuva também rompeu a adutora da Sabesp, destruindo a cabeceira da ponte que dá acesso ao bairro Jardim Moreira, tornando o bairro inacessível em seu principal acesso. O secretario de obras do município, Alexandre Colaneri Campos, esteve no local e garantiu que o problema seria solucionado ainda nesta quarta-feira.

Com o rompimento da adutora da Sabesp os moradores da região do Bairro Moreira ficaram sem agua nas torneiras. Na Rua 29, do mesmo bairro, cerca de 15 residências foram parcialmente alagadas. Os estragos causados pelas chuvas foram registrados também no Jardim Capuavinha, onde um campo de futebol e algumas ruas ficaram alagadas, em alguns locais a água chegou a invadir casas, porém segundo o secretario de defesa civil de Monte Mor, Elias Miguel Jalbut, não houve o registro de desabrigados. Apesar da afirmação, no bairro Farid Kalil, que é cortado pelo Rio Capivari, a água invadiu várias residência na Rua José Basílio de Almeida. A dona de casa, Maria Luísa, perdeu moveis, roupas e ficou sem ter para ter para ir. O piscineiro, Pedro Henrique da Silva, viveu o mesmo drama e teve ir para a casa de parentes.

A Secretaria de Esportes disponibilizou locais para receber os moradores atingidos pela chuva. Houve ainda, segundo a defesa civil, a queda de quatro postes, três na estrada dos Tempranos e um no Recanto das
Orquídeas. No Jardim Colina, durante a madrugada a ponte do bairro também ficou interditada. No São Rafael o nível do Rio Capivari subiu, mas não houve alagamentos no bairro. A defesa civil auxiliou os moradores a retirarem móveis e pertences, retornando às casas logo depois que a água baixou. Além da defesa civil, a guarda municipal, os bombeiros e voluntários prestaram apoio. A prefeitura se colocou à disposição para auxiliar os moradores que foram afetados pela forte chuva desta madrugada.

 

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

COVID-19

Casos de coronavírus em Campinas
0
CURADOS
0
CONFIRMADOS
0
INVESTIGADOS
0
MORTES

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também

RMC tem queda drástica em negócios com o exterior

A balança comercial da Região Metropolitana de Campinas registrou queda drástica em novembro de 2020, de acordo com dados do Observatório PUC-Campinas. As empresas da região mais uma vez compraram mais produtos do que venderam no mercado internacional.