Museu de História Natural é revitalizado e reabre

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
O Museu de História Natural, em Campinas, foi reaberto para visitação pública nesta quarta-feira. Ele funciona no Bosque dos Jequitibás e estava fechado desde agosto de 2019 para reforma. O espaço foi criado em 1938 e a última reforma foi feita em 1985.
Foto: Valéria Hein

O Museu de História Natural, em Campinas, foi reaberto para visitação pública nesta quarta-feira. Ele funciona no Bosque dos Jequitibás e estava fechado desde agosto de 2019 para reforma. O espaço foi criado em 1938 e a última reforma foi feita em 1985.

A atual revitalização ocorreu em duas etapas: reforma estrutural, com pintura, substituição de telhas e instalação de mantas térmicas para conter goteiras, troca do piso, instalação de spots de iluminação, entre outros itens, e a 2ª etapa, que incluiu a reestruturação técnica e temática.

O Biólogo do Museu, Felipe Brocanelli destaca a educação ambiental para o público em geral e em especial às crianças, durante as visitas de escolas. A obra total custou R$ 200 mil, com verba utilizada do montante da bilheteria. O Museu tem um acervo de aproximadamente seis mil peças, como fósseis dos biomas brasileiros, dos vertebrados e espécies em extinção, além da botânica e insetos da biodiversidade do Estado de São Paulo.

Milena Carusi levou o filho Théo, de 5 anos, no dia da reabertura, para conhecer o Museu. Daniel Aguiar é quem taxidermiza os animais do Museu, que é a arte de preservar a pele de um animal para fins científicos e didáticos. O Taxidermista explica que o termo popular empalhar também está correto. O Museu de História Natural funciona de quarta a sexta, das 9h às 13h. Os ingressos custam R$ 5,00, a inteira e R$ 2,50, meia entrada.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

COVID-19

Casos de coronavírus em Campinas
0
CURADOS
0
CONFIRMADOS
0
INVESTIGADOS
0
MORTES

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também

RMC tem queda drástica em negócios com o exterior

A balança comercial da Região Metropolitana de Campinas registrou queda drástica em novembro de 2020, de acordo com dados do Observatório PUC-Campinas. As empresas da região mais uma vez compraram mais produtos do que venderam no mercado internacional.