Outorga garante retomada das obras do reservatório de Amparo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Foto: Flávio Botelho

A Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico, a (ANA) concedeu a outorga de direito de uso de recursos hídricos ao Departamento de Água e Energia Elétrica do Estado de São Paulo (DAEE) para a implantação do Reservatório Duas Pontes, no Rio Camanducaia, em Amparo.

Em junho do ano passado, a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB), já havia emitido a licença ambiental de instalação da obra do reservatório. Porém em setembro, a obra foi paralisada pelo Ministério Público de São Paulo e pelo Ministério Público Federal por meio de ação civil pública.

A ação apontava a necessidade do documento da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico, que foi assinado pela Diretora Presidente do órgão, Christiane Dias Ferreira e emitido no último, dia 11, deste mês. Segundo a outorga, o reservatório apenas poderá ser enchido após as obras de conclusão de saneamento terciário para Amparo. A expectativa agora é que as obras da barragem sejam retomadas em breve.

A barragem Duas Pontes terá capacidade de 53,4 milhões de metros cúbicos com vazão regularizada de 8,7 m³/s.
Junto com o Reservatório de Pedreira, já em construção, o sistema poderá apresentar vazões regularizadas de 17m³/s para as Bacias PCJ. O investimento total nos dois reservatórios é de R$ 740 milhões.

De acordo com estimativas do Governo do Estado de São Paulo, as duas unidades ampliarão a capacidade de armazenamento em 85,3 milhões de metros cúbicos de água e beneficiarão mais de cinco milhões de habitantes de 23 municípios .

 

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também

Combustível e gás de cozinha sofrem novo aumento

Um novo reajuste para os combustíveis foi anunciado pela Petrobras. O aumento foi de 4,8% nas bombas. O preço do litro da gasolina para as distribuidoras subiu para R$ 2,60, o que representa um aumento médio de R$ 0,12 por litro no preço de venda. Este é o quinto reajuste da gasolina em 2021. No acumulado de 2021, o aumento já soma  41,3% aos distribuidores. Wilson Bernardes é autônomo e trabalha com entregas.  A cada dia, ele vê o lucro do negócio despencar porque, com a crise, ele não tem como repassar esse aumento para os clientes.