Com queda no consumo, repasse no preço da carne é reduzido

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
O preço da carne bovina, que disparou em 2020, tem se mantido estável desde o início deste ano. De acordo com os comerciantes, a variação tem sido pequena, com oscilações para mais ou para menos, após o último Natal. A expectativa do Comércio é de que esta atual estabilidade nos preços gere uma retomada no consumo.
Foto: Valéria Hein

O preço da carne bovina, que disparou em 2020, tem se mantido estável desde o início deste ano. De acordo com os comerciantes, a variação tem sido pequena, com oscilações para mais ou para menos, após o último Natal. A expectativa do Comércio é de que esta atual estabilidade nos preços gere uma retomada no consumo.

Loro Alves, gerente de uma Casa de Carnes na Avenida Benjamin Constant, no centro de Campinas, confirma esta estabilidade. O preço da carne de panela está na faixa de R$ 27, o quilo, o contra filé, entre R$ 40 e R$ 50. O filé mignon está em torno de R$ 60,00 e o quilo do pernil, entre R$ 13 e 20.

Para o proprietário de uma Casa de Carnes no Mercadão, Oclesio Mancini, o preço da carne, na verdade, não se estabilizou. Ele explica que foram os comerciantes que deixaram de repassar o aumento ao consumidor.

Tiago Bernardino de Carvalho, pesquisador do Cepea da USP, não acredita numa queda no preço da carne neste primeiro semestre. Para ele, os preços altos devem se manter enquanto ainda houver indefinição na oferta de emprego e sobre auxilio emergencial. Desde início do ano, os consumidores têm relatado à CBN Campinas uma grande redução no consumo do produto.

Compartilhe!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Mais recentes

Colunas

Fale com a gente!

WhatsApp CBN

Participe enviando sua mensagem para a CBN Campinas

Siga-nos

Veja também